Temporada do CNTT encerrou em Góis

Triunfaram Diogo Ventura (Moto), Filipe Martins (Quad) e Santinho Mendes (SSV)

Diogo Ventura aos comandos de uma Honda, Filipe Martins em Yamaha e Pedro Santinho Mendes num CanAm Maverick X3 foram os vencedores da 25ª edição do Raid TT Paraíso do Todo-o-Terreno que se disputou em Góis e que neste ano de 2018 foi palco da jornada de encerramento do CNTT.

Conforme diz o ditado “à terceira foi de vez” e depois de adiado por duas vezes por imposição da Proteção Civil por risco de incêndio que este ano se estendeu até outubro, o 25º Raide Paraíso Todo-o-Terreno disputou-se finalmente nas pistas dos concelhos de Góis e Arganil.

Com António Maio nas motos, Arnaldo Martins nos Quad e a dupla João Monteiro/Manuel Pereira nos SSV a terem antecipadamente assegurado os títulos absolutos das três disciplinas que compõem o CNTT não faltaram, todavia, motivos de interesse para quem quis acompanhar o 25º Raide Paraíso Todo-o-Terreno que contou com uma muito interessante lista de inscritos.

Diogo Ventura estreia-se a vencer
A competir em casa, Diogo Ventura, piloto que recentemente ajudou Portugal a conquista o 6º lugar na mais importante competição mundial de Enduro, estreou-se desta feita a vencer em provas de todo-o-terreno. Aos comandos de uma Honda da Classe TT2 liderou de início a fim a prova organizada pelo Góis Moto Clube.

O atual campeão TT3 Mário Patrão foi o 2º classificado tendo gasto mais 1m12s que o vencedor. Bernardo Megre em Yamaha venceu entre os Juniores, triunfou na Classe TT1 e subiu pela primeira vez a um pódio absoluto. O 5º lugar alcançado por Martim Ventura também em Yamaha e 2º da Classe TT1 foi-lhe, todavia, suficiente para renovar o título de campeão nacional. Entre os veteranos triunfou Rui Panda (Honda) com Rui Costa a ficar com o título.

Filipe Martins vence e renova título de vice-campeão nacional 
Entre os Quad Filipe Martins numa Yamaha foi o mais rápido e a vitória permitiu-lhe renovar o título de vice-campeão nacional. O piloto local Luís Pimenta numa Suzuki a quem coube abrir a pista depois de ter sido o mais rápido no prólogo foi 2º classificado à frente de Wilson Galo que aos comandos de uma Suzuki completou as posições de pódio.

Pedro Santinho Mendes e sagra-se vice-campeão nacional
De entre as quase quatro dezenas de SSV à partida a prova beirã a vitória sorriu a Pedro Santinho Mendes que aos CanAm Maverick X3 conseguiu assim sagrar-se vice-campeão nacional.

Depois de uma corrida muito animada que teve Marco Silva (CanAm) a vencer o prólogo e Mário Franco (Yamaha) a liderar durante 2/3 da prova, o pódio ficou completo com dois dos mais jovens pilotos nacionais. João Dias foi o 2º classificado e o campeão nacional 2018 João Monteiro ficou em 3º lugar.

O veterano Nuno Fontes terminou em 4º lugar e com isso sagrou-se campeão entre os Veteranos e da Classe Promoção. Rui Serpa em Yamaha encerrou o Top 5 numa corrida em que também em Yamaha António Carvalho venceu a Classe SSV T2.
Nesta Classe o 4º lugar de Arnaldo Monteiro (Yamaha) foi suficiente para se sagrar vice-campeão. Luís Cidade (Can-Am) completou o leque de vencedores ao triunfar na Classe Júnior sendo ainda 7º da geral atrás de Marco Silva também em CanAm.

Vasco Melo conquista Taça Yamaha Stock e Alexandre Silva Troféu Polaris RZR
Se os resultados à geral refletem idênticas posições do Troféu CanAm já na Taça Yamaha YXZ 1000R a classe Open teve Rui Serpa como vencedor enquanto na muito concorrida Classe Stock estreou-se a vencer o francês Eric Steichen com um excelente 12º lugar à geral. Na disputa pelo título saiu vencedor Vasco Melo após animado duelo com José Manescas.
No Troféu Polaris RZR a vitória e o título entre os Polaris RZR Turbo foram para Alexandre Silva após uma muito sofrida corrida.

Góis abre temporada de 2019
O Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno regressa já a 23 e 24 de fevereiro e será o 26º Raide Paraíso Todo-o-Terreno a abrir a temporada de 2019.

Fonte:
A2 Comunicação (Pedro Barreiros)

Partilhe este artigo

O TTVerdePT é um portal pessoal, independente e sem fins lucrativos, on-line desde o ano 2000. Decidimos ser o "tempo certo" para a "reconversão" do TTVerdePT. Assumimos agora, como "missão principal", a disponibilização do nosso vasto "Repositório de Memória" do que acompanhamos ao longo destes últimos 17 anos. Continuaremos a ser um "eco" participativo - agora mais focados no Facebook e eventualmente menos activos aqui - nos temas que nos interessam e motivam. Rejeitamos a responsabilidade pelas informações e material gráfico disponibilizados por terceiros. Este site não se subordina aos novos acordos ortográficos, aos quais é indiferente, publicando os textos conforme as preferências dos seus autores. (Y2K17 - Y2K18 - A. O.)


NOVAS Condições de Divulgação AQUI!

ATENÇÃO: Este site usa os cookies, apenas para podermos melhorar a sua utilização.